1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 4,00 de 5)
Loading...

O que é Cadastro Único?

Cadastro único é um sistema que contém informações sobre as famílias brasileiras de baixa renda agrupadas em um só lugar. São famílias de baixa renda aquelas que possuem meio salário mínimo mensal por pessoa integrante da mesma ou aquelas em que a renda total mensal é de até três salários mínimos.

São essas as famílias que vivem em estado de pobreza ou extrema pobreza e precisam do auxílio do governo para conseguirem suprir algumas necessidades, preferencialmente, as básicas. Através do “CadÚnico” essas determinadas famílias então, tem a possibilidade de ingressarem em programas sociais promovidos pelo Governo Federal.

Como fazer o Cadastro Único?

Como fazer o Cadastro Único?

Ou seja, é um sistema que contém informações sobre as famílias brasileiras de baixa renda agrupadas em um só lugar.

Cadastro Único Inscrição

Para que a família possa ser cadastrada, é importante: Ter uma pessoa responsável pela família para responder às perguntas do cadastro. Essa pessoa deve fazer parte da família, morar na mesma casa e ter pelo menos 16 anos. Para o responsável pela família, de preferência uma mulher, é necessário o CPF ou Título de Eleitor. Ou uma exceção para que no caso de responsável por famílias indígenas, pode ser apresentado qualquer um dos documentos abaixo. Não precisa ser o CPF ou o Título de Eleitor. Apresentar pelo menos um documento de todas as pessoas da família:

– Certidão de Nascimento;

– Certidão de Casamento;

– CPF

; – Carteira de Identidade (RG);

– Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena (RANI);

– Carteira de Trabalho; ou – Título de Eleitor.

Levar um comprovante de endereço, que pode ser conta de água ou luz. Não é obrigatório apresentar, mas ajuda no preenchimento do endereço. Importante: Após o cadastramento da família, é importante manter os dados sempre atualizados. Sempre que mudar algo na família, como nascimento de um filho, mudança de casa ou de trabalho ou quando alguém deixar de morar na residência, o responsável familiar deve procurar o CRAS e efetuar a atualização dos dados da família.

É importante lembrar que realizar o CadÚnico não significa tornar-se beneficiário dos programas oferecidos pelo Governo Federal. Após o cadastro, os dados fornecidos pelo responsável familiar para o mesmo são encaminhados para o Governo e passam por uma análise. É a partir dos dados fornecidos ao CadÚnico que o Governo Federal decidirá se a família necessita do auxílio dos programas para melhorar sua condição de vida.

 Cadastro Único Critérios

Para se cadastrar no CadÚnico todas as famílias que obtenham renda mensal de até meio salário mínimo nacional por pessoa. Aquelas famílias que tenham renda superior a meio salário, também poderão participar, desde que sua inclusão seja vinculada a seleção ou ao acompanhamento de programas sociais implementados pela União, estados ou municípios.

Vale lembrar que só o cadastro no CadÚnico não garante a inclusão nos programas sociais do governo. Após o cadastro as informações serão analisadas para depois dar início ao processo de seleção conforme critérios de cada programa específico.

Cadastro Único Documentos

Apresentar pelo menos um documento de todas as pessoas da família:

– Certidão de Nascimento;

– Certidão de Casamento;

– CPF

; – Carteira de Identidade (RG);

– Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena (RANI);

– Carteira de Trabalho; ou – Título de Eleitor.

O que é Cadastro Único?

O que é Cadastro Único?

Cadastro Único Bolsa Família

Para se beneficiar com o pagamento do Bolsa Família pelo CadÚnico é fácil. É só se cadastrar no CadUnico e depois no Bolsa Família. Já são milhares de brasileiros beneficiados com esse programa. E para você que já tiver o CadÚnico e quer o benefício do Bolsa Família, não se esqueça, anualmente você precisa atualizar seus dados. A não atualização dos dados pode desencadear o cancelamento do programa.

 

 

Publicidade sugerida para você: