1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem avaliações)
Loading...

Seguro desemprego 2017: tudo sobre a nova lei

O Seguro Desemprego é um benefício pago aos trabalhadores que foram demitidos sem justa causa. Dependendo do tempo de serviço e de quantas vezes o indivíduo já solicitou o seguro, ele recebe o pagamento em várias parcelas. Há alguns requisitos que devem ser preenchidos para poder solicitar o seguro desemprego e com as novas regras, é preciso estar a par de tudo que muda.

Por isso veja a seguir como receber seguro desemprego por meio das novas regras.

Seguro Desemprego Online

Seguro Desemprego Online

Seguro desemprego 2017

O seguro desemprego passou a sofrer alguns cortes e reajustes nesse ano, tudo isso sendo o reflexo das dívidas do nosso país. Diversos impostos foram aumentados e cortes foram feitos em vários setores, por isso não é de se admirar que agora esteja um pouco mais difícil ter acesso ao benefício.

Muitas pessoas não estão cientes das mudanças, mas é fundamental que elas cheguem em todas as residências para que não haja surpresas na hora de solicitar o seguro.

Seguro desemprego novas regras

Uma das principais mudanças no seguro desemprego é a carência. Antes das mudanças o trabalhador precisava comprovar apenas seis meses trabalhados para fazer a primeira solicitação; agora são necessários 12 meses na primeira solicitação.

Na segunda solicitação o trabalhador precisa comprovar 9 meses trabalhados e na terceira, 6 meses trabalhados.

Seguro desemprego parcelas

Também há algumas mudanças em relação ao número de parcelas do seguro desemprego. Na primeira solicitação, caso o trabalhador comprove 12 meses trabalhados, receberá 4 parcelas; se ele comprovar 24 meses, poderá receber 5 parcelas.

Já na segunda solicitação, caso o trabalhador comprove 9 meses trabalhados, receberá 3 parcelas; se comprovar 12 meses, receberá 4 parcelas e se comprovar 24 meses trabalhados, receberá 5 parcelas. Na terceira solicitação, caso comprove apenas 6 meses de trabalho, receberá 3 parcelas; se comprovar 12 meses, receberá 4 parcelas e se comprovar 24 meses, 5 parcelas.

Consulta seguro desemprego liberado

O Ministério do Trabalho possui um link na internet onde é possível consultar a habilitação do Seguro-Desemprego. O trabalhador interessado deve acessar o site https://sd.mte.gov.br/sdweb/consulta.jsf e informar o número do PIS/PASEP.

Digitando o texto e clicando em “Consultar”, poderá ver se o dinheiro já está na conta para o saque.

Seguro desemprego caixa

A Caixa Econômica Federal é o banco responsável por efetuar os pagamentos do Seguro-Desemprego. Por isso, por meio do aplicativo Caixa Trabalhador você também pode consultar o seu benefício e todas as parcelas. Além disso, a consulta do seguro desemprego pode ser feita no site https://sisgr.caixa.gov.br/internet.do?segmento=CIDADAO01, basta informar o seu PIS/PASEP e cadastrar a senha internet, que pode ser a mesma do seu Cartão Cidadão.

Seguro desemprego quem tem direito

O seguro desemprego pode ser solicitado por todos os trabalhadores demitidos sem justa causa, que receberão de 3 a 5 parcelas, de acordo com o tempo em que trabalhou.

Seguro desemprego calculo

O cálculo do seguro desemprego é feito com base nos últimos três salários do trabalhador antes de ser dispensado. Caso ele receba um valor fixo, esse valor deverá ser usado para o cálculo. Se o salário do trabalhador for até R$1.222,77, a parcela será 80% do salário.

Valor do Seguro Desemprego

Valor do Seguro Desemprego

Seguro desemprego agendamento

Cada estado brasileiro possui um sistema de agendamento para a solicitação do seguro-desemprego. No Rio Grande do Sul, por exemplo, o site para agendamento é o FGTS. A melhor forma de saber como efetuar o agendamento é procurar pelo nome da sua cidade ou estado. O agendamento pela internet é mais uma facilidade, permitindo que o trabalhador faça a solicitação de forma rápida e simples.

 

Recomendados para você: