1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem avaliações)
Loading...

Habitação faz apresentações sobre as novas regras do MCMV

O programa Minha Casa Minha Vida evoluiu muito nos últimos anos e recentemente criou uma nova faixa para atender a uma classe de famílias que antes não podia ser beneficiada com o programa. As mudanças no governo brasileiro também influenciaram para que o programa apresentasse novas regras para as próximas contratações, principalmente aquelas voltadas para as famílias de baixa renda.

Na última semana de março foram apresentadas as novas regras de contratação do Minha Casa Minha Vida para as famílias da faixa 1, à Caixa Econômica Federal. Entre as principais mudanças, o destaque foi para a simplificação da contratação, que deverá se tornar ainda mais fácil e simples daqui pra frente. Confira tudo que irá mudar seguir.

Minha Casa Minha Vida

Minha Casa Minha Vida

Minha Casa Minha Vida em qualquer município

O presidente Michel Temer afirmou que daqui para frente o Minha Casa Minha Vida poderá chegar em qualquer município brasileiro, até mesmo aqueles com menos de 50 mil habitantes, que antes não eram atendidos nem mesmo pela modalidade da faixa 1. O governo trabalhará para entregar moradias de qualidade e para isso irá cuidar também da parte urbanística do programa.

Todas as mudanças foram anunciadas e já são regulamentadas.

Novas regras do Minha Casa Minha Vida

Uma das novas regras estabelecidas é referente ao limite máximo de unidades habitacionais em cada empreendimento, que deve variar de acordo com o porte populacional. A regra estabelece que serão 500 unidades por cada conjunto habitacional. Com esse total, o agrupamento pode chegar a até 2.000.

Uma nova regra também estabelece que pode haver agrupamento de até quatro empreendimentos, mas deve ter via pública em toda a extensão e entre os empreendimentos. Para que isso seja possível, os projetos de agrupamento devem atender aos requisitos de mobilidade, conectividade, diversidade, infraestrutura e sustentabilidade e sistemas de espaços livres.

Regras no atendimento – Minha Casa Minha Vida

Agora para todas as modalidades a prioridade de atendimento será para as famílias moradoras de áreas de risco ou insalubres que tenham sido desabrigadas. Para isso, é preciso de um documento público para comprovar a situação. Além disso, famílias com mulheres como responsáveis também ganham prioridade.

As mudanças também chegarão nos processos de seleção. No FAR, por exemplo, agora poderá haver um processo de seleção por mês. Já na modalidade de Entidades Urbanas, as instituições devem atualizar as propostas junto da Caixa Econômica Federal em até 30 dias.

Veja o Edital PPP Habitacional

Como participar do Minha Casa Minha Vida

Quer participar do programa? Basta reunir todos os seus documentos pessoais e os documentos da sua família e ir até a prefeitura de sua cidade. Se preferir, também pode ir até uma agência da Caixa Econômica Federal.

Lembre-se de preencher todos os requisitos, como não possuir imóvel em seu nome, nem ter sido beneficiado por outro programa social do governo antes. Fique atento

também no site da prefeitura, pois assim que as vagas abrirem eles divulgarão como acontecerá todo o processo seletivo, assim como as regras e meios de participar.

 

Recomendados para você: