1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem avaliações)
Loading...

PEP – Financiamento Estudantil Privado. Como se Inscrever

Você deseja entrar na faculdade? Não possui dinheiro para pagar as mensalidades? Quer uma ajuda? Então você precisa conhecer o PEP (Parcelamento Estudantil Privado). Com esse financiamento você vai conseguir fazer sua faculdade, se firmar em sua vida pessoal e profissional, e só depois começar a pagar as parcelas. Os benefícios não param por aí: se você quer saber mais, continue lendo.

O PEP foi feito para você estudante que não gosta da burocracia de programas sociais, mas ainda assim precisa de uma ajuda para pagar sua faculdade. A seguir você vai descobrir o que é, as vantagens, como funciona, onde fazer a inscrição e muito mais sobre o PEP.

O que é PEP

O Parcelamento Estudantil Privado é a sua chance de pagar até 70% do seu curso apenas depois de já estar formado, e o melhor de tudo: sem nada de juros! O PEP foi criado pelo maior grupo de educação do mundo que, juntos, criaram uma iniciativa para que qualquer pessoa pudesse realizar o sonho do ensino superior. Ele foi criado por 8 instituições, mas hoje é mantido por apenas 6, sendo elas a Pitágoras, a Anhanguera, a Fama, a UNIDERP, a UNIME e a UNIC.

Com o PEP você pode pagar até 70% da sua universidade depois de estar formado, através de um processo totalmente simples e rápido. Ele é o único parcelamento pré-aprovado para os estudantes que estão ingressando no Ensino Superior.

Vantagens do PEP para os Estudantes

Até aqui você já deve ter visto que o PEP é uma de suas melhores opções, mas espera para ver o restante dos benefícios. Como foi falado, você paga o parcelamento apenas depois de já estar formado e pode quitar sua dívida no mesmo tempo de duração do seu curso.

A grande novidade do PEP é que ele não exige que você faça o Enem, o que, convenhamos, pode ser muito melhor para você. No entanto, se você realizou o exame, leve a nota para a universidade, dessa forma não precisará fazer o vestibular.

O benefício oferecido pelo PEP é válido para todo o seu curso, foi criado pelo maior grupo de educação do mundo, você não precisa se preocupar com juros, não tem que ter uma conta em banco e é o único parcelamento pré-aprovado.

Como Funciona o Parcelamento Estudantil Privado

O PEP funciona de uma maneira bem simples e rápida. Você se inscreve em uma das universidades que oferecem o PEP, realiza o vestibular, efetua sua matrícula e adere ao PEP. Todo o procedimento é feito no ato da matrícula pelo próprio pessoal da instituição. Em poucos minutos você sai do local com sua matrícula feita e sem precisar pagar nada pelo curso, pelo menos até se formar.

Como Funciona o Parcelamento Estudantil Privado

Como Funciona o Parcelamento Estudantil Privado

O novo sistema do PEP tornou tudo muito mais rápido e fácil. Você não precisa ficar para lá e para cá correndo atrás de muitos documentos, indo a bancos; apenas em um ato você já contrata o parcelamento e sai ganhando.

Como e Onde Fazer a Inscrição para o PEP

A inscrição para o PEP é feita apenas no ato da matrícula, na própria instituição, mas antes disso alguns procedimentos devem ser realizados.

Primeiro você deve se inscrever no vestibular da instituição desejada e comparecer no dia marcado para realizar a prova. Você deverá esperar a divulgação do resultado, que poderá demorar até 5 dias; se for aprovado, deverá comparecer a instituição para realizar sua matrícula.

No ato da matrícula você deve informar que deseja aderir ao PEP. Dessa forma, a pessoa que estiver lhe atendendo dará entrada ao processo e fará tudo em poucos minutos.

Você não precisa ir a banco, apenas leve todos os documentos exigidos para a matrícula e um responsável apenas para garantir. Você poderá realizar o seu curso e quando terminá-lo, começará a pagar as parcelas. Dessa forma já estará formado e terá condições de começar no mercado de trabalho.

Como Funciona o Parcelamento Estudantil Privado

Como Funciona o Parcelamento Estudantil Privado

PEP x FIES

Muita gente pode acabar confundindo os dois, mas não se engane: o PEP é um parcelamento e o FIES é um financiamento. Também há outras diferenças entre os dois: o PEP não exige nota do Enem, enquanto o FIES exige que o candidato tire, no mínimo, 450 pontos na prova; para o FIES você precisa ter conta no Banco do Brasil, no PEP não é necessário conta alguma; enquanto no FIES você financia até 95% do curso, dependendo da renda da sua família, no PEP você apenas parcela; o FIES ainda cobra uma taxa de juros de 6,5% ao ano e você paga a dívida após 18 meses de formado.

Agora que você já sabe o que diferencia um de outro, poderá colocar na balança os prós e contras de cada um e decidir o que é melhor para o seu futuro.

 

Recomendados para você: